Minha lista de blogs

segunda-feira, 25 de junho de 2012

                  Irene Moreira esbanja criatividade em desfile
O segmento de moda com certeza se enaltece a cada desfile promovido pela Loja Irene Moreira. Aconteceu no dia 23 de junho, mais uma edição do evento sob o tema "Imagine", que  teve seu ápice ao trazer para passarela uma coleção impecável de modelos para todas as idades. 
O salão muito bem decorado recebeu os convidados com muito aconchego e elegância.
Os figurinos muito bem escolhidos mostraram as tendências para a estação, além do espetáculo oferecido durante o desfile.
Dois pontos marcantes do desfile, na minha opinião e de algumas pessoas que falei, foi o momento em que o time de futebol americano, "Maverik", entrou juntamente com uma maneca que mostrou todo seu "poder", ao colocar o time  "no chão". A coreografia foi para desmontar qualquer "time" que se aproximasse da moça. Um show!
Mas, bárbaro mesmo foi o romantismo da coleção que "chegou de Trem". A música e o telão nos remetia a uma estação de trem. Me senti num filme de época, onde  a  locomotiva a vapor nos levava a uma  viagem cheia de nostalgia trazendo de volta o romantismo dos antigos passeios de trem de passageiros, com toda sua poesia, relembrando os velhos tempos em que o progresso chegava pelos trilhos.
Os casacos bi-colores, os chapéus, as boinas, as bolsas  e os carregadores de malas estavam perfeitos, tudo tão antigo e ao mesmo tempo tão atual.
Apenas senti falta das saias "mullet", um modelo que promete arrasar, e que pelo jeito é uma tendência mundial.
Mas, tinha modelos para todos os gostos, e quem não participou o jeito é aguardar o próximo desfile, que sempre é feito em prol do Fundo do Social de Solidariedade em Paulínia, SP.
                                                                 Recepcionistas da festa


sábado, 23 de junho de 2012

                              Rio+20, a arte de Vik Muniz
 
                                                                 Foto: O Estadão
Quem assistiu o filme documentário, Lixo Extraordinário, filmado e protagonizado com os catadores do hoje extinto lixão de Gramacho,  sabe da capacidade deste artista. Ele impressiona com sua criatividade e a técnica que desenvolveu para criar figuras com o lixo. A sua habilidade é tanta que consegue envolver as pessoas, como foi no caso da arte criada para exposição da Rio+20. 
A grande adesão ao projeto "Paisagem", do artista plástico Vik Muniz, que compôs uma imagem do Pão de Açúcar com lixo levado pelos cariocas a uma tenda aberta no Aterro do Flamengo, também surpreendeu os organizadores. Com receio de que a convocação não fosse atendida, eles estocaram lixo para garantir que a obra sairia. Acabaram recebendo 5 mil pessoas numa semana e uma tonelada de resíduos. O material agora será reciclado pela ONG Doe Seu Lixo, e a foto do resultado final, assinada pelo artista, leiloada em favor da organização. Muniz foi convidado pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, depois que ela assistiu ao documentário Lixo Extraordinário.
                                            Obra do filme documentário, LIxo Extraordinário.




quinta-feira, 21 de junho de 2012

                  Porque queremos uma casinha na árvore? 

 Toda criança sonha em construir uma casinha em cima de uma árvore. Me peguei pensando porque será que temos este tipo de sentimento? Seria a altura ou seria o refúgio? Ficar distante de tudo e de todos para pensar melhor melhor, sonhar mais? Seria uma forma de colocar lá dentro só quem gostamos e queremos por perto, e depois tiramos a escada e mantemos elas sempre do nosso lado? 
Seria inveja dos pássaros que podem ficar olhando tudo lá de cima, construir seus ninhos entre os galhos...
Pois é, o que de fato é, eu não consigo entender, mas uma coisa posso afirmar, é uma delícia. Feliz de quem tem pais que fazem isso pelos seus filhos. Eu não tive casinha na árvore, mas lembro que subia em uma mangueira e brincava lá em cima. Muita vezes via meu irmão me procurando e ficava bem quietinha por lá, para não ser interrompida nos pensamentos, sonhos e viagens...Acho que é uma forma de isolar seus pensamentos das outras pessoas, como se alguém fosse capaz de entrar neles, e torna-los reais nem que seja por instantes.
Meus filhos tiveram casinha, não na árvore, mas no muro, porque no fundo da minha casa não tinha árvore, e o pai deles tratou de fazer uma no muro. Como eles gostavam daquela propriedade!! Passavam horas brincando lá dentro.
Meu sobrinho foi mais audacioso, filho de carpinteiro foi juntando madeira e fez uma linda casa, na árvore mais alta que tinha no terreno ao lado de onde morava. A casa tinha quarto, sala e cozinha. Tive o prazer de estar lá, o terreno alto, mas precisamente um morro, e a altura da árvore, faziam da paisagem um cartão postal. Podia se ver a extensão do rio que passava a sua frente e grande parte da cidade. O único medo que senti foi para subir a escada, acho que tinha uns oito metros.
 
No início de 1990, o paisagista Horace Burgess comprou um terreno arborizado, nos arredores de Crossville, Tennessee. Uma das árvores maiores, ao lado de uma estrada de terra, chamou sua atenção. Ele decidiu construir a maior casa do mundo nos ramos desta árvore. Ele alega que foi Deus quem pediu à ele para fazer a construção.
Ela possui dez andares, é visitada por turistas o ano inteiro. Loucura ou não, tem muito adulto que não conseguiu realizar o sonho na infância e faz isso quando cresce. A apelação religiosa nos faz despertar para muitos sentimentos ora sufocados na infância. É como beber para tomar coragem! 
   Em fim, a casa na árvore nada mais é que, um refúgio onde todo brinquedo ganha vida, sua vida vira brincadeira e todos os sonhos tornam-se realidade.
Hoje temos empresas especializadas no ramo de construção de casas em árvores, algumas até luxuosas, e muitos arquitetos incorporam a ideia.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

                 Abertura da Mostra de Cinema em Paulínia

                               Marcio Cury durante a abertura


Ontem, (19), aconteceu no Theatro Municipal de Paulínia, SP, a abertura da Mostra de Cinema. O evento que irá até o dia 1 de julho, trará duas pré-estreias. Uma ocorreu ontem com o filme, "A Última Estação", dirigido por Marcio Cury, trazendo no elenco Mounir Maasri, Kiarah Lobato, Elisa Lucinda.
Infelizmente o público foi muito baixo, acredita-se que foi por causa da forte chuva que ocorreu antes do espetáculo, mas toda a produção e o elenco compareceu para conferir e se emocionar com o trabalho. O drama começa e termina em Beirute no Líbano,  mas a grande parte do filme ocorre no Brasil. Dois filhos de libaneses embarcam em um navio italiano a procura de fortuna no Brasil. A estória surge em 1950 e percorre mais de meio século de muitas aventuras e emoções.
Muitas cenas são bem "íntimas", devido as gravações terem sido feitas aqui em Paulínia, várias delas aqui na rua Malavazi, bem próximo à minha casa.
Vários locais como Hotel Paulínia, o Cemitério Municipal e algumas estradas na região tornam o filme bem "conhecido", mas que não deixa você perder a sequência dos fatos ocorridos.
Muitos sorrisos foram arrancados da plateia, quebrando aquela seriedade que o libanês passa quando o assunto é "negócios".
Mas o que quebrou mesmo a sisudez, foi uma gafe que, no meu ponto de vista passou despercebida pelo pessoal da produção. É uma cena em que o libanês Tarik acompanhado de sua filha Samia procuram um amigo do navio, que ele nunca mais viu desde a viagem de travessia para o Brasil  que ocorre na praça da Igreja matriz de Cosmópolis,SP, no filme representando uma cidade fictícia de Goiás, uma grande faixa estendida nos postes da praça, anunciando um show de Moacir Franco.  O show realmente aconteceu, mas em 2009, não em 2001 que é a data em que sucede a cena do filme. Se foi proposital não sabemos, bom para Moacir Franco que vai ter seu nome na faixa,  perpetuado na tela do cinema.
A Mostra irá trazer muitos sucessos do cinema brasileiro como: Tropa de Elite 2, Jean Charles, O Menino da Porteira, Salve Geral, O Palhaço, Cabeça a Prêmio e outros. A entrada é grátis, com início as 19h00. A agenda completa você pode conferir na página: www.culturapaulinia.com.br.
No dia 1 de julho, acontecerá outra pré-estréia, desta vez com o filme, "Colegas", dirigido por Marcelo Galvão, um filme muito esperado por se tratar de uma comédia muito divertida que traz no elenco três adolescentes muito talentosos com Síndrome de Daw.

Sinopse do filme "A Última Estação"


Junho de 1950. Ainda um adolescente, o libanês, Tarik e seu irmão Karim, vêm tentar a vida no Brasil. No navio faz amizade com outros meninos árabes e sírios. Chegando cada um segue seu caminho e os anos passam...Em setembro de 2001, o velho Tarik perde a esposa e precisa cumprir algumas promessas antes de morrer. Abandona tudo e atravessa o Brasil com sua filha Samia, em busca dos menisnos que fizeram com ele a longa travessia há 51 anos. Cada parada desta longa viagem revelará uma verdade fabulosa de mais de 1001 noites.

                         Cristina Serra, Ivan Montanari e Luíza Serra, Artistas do filme "A Última Estação"




terça-feira, 19 de junho de 2012


O preço do amor

RUTH DE AQUINO
RUTH DE AQUINO  é colunista de ÉPOCA raquino@edglobo.com.br (Foto: ÉPOCA)
Por que certos homens continuam obcecados por prostitutas, mesmo com a liberação sexual da mulher? Só muda a qualidade do serviço – e o nome. Pobre transa com “puta”. Rico transa com “garota de programa”.
Às vezes, milionários poderosos também curtem um baixo meretrício sem qualquer preocupação estética. Não precisa ser no cinema ou na literatura, mas na vida real mesmo. É só lembrar Hugh Grant, flagrado e detido pelo sexo oral no carro com Divine Brown. Bem casado com uma mulher bonita e independente.
Outros homens não se contentam com a atração momentânea e eventual pelo sexo pago – um tipo de transa que, por definição dos clientes, deveria passar em branco, sem deixar traços ou marcas, algo banal e prazeroso como uma boa refeição num restaurante.
Há homens que vão além: são viciados em prostitutas. Na comédia que será lançada em 550 cinemas no dia 22 de junho, E aí...Comeu?, baseada na peça de Marcelo Rubens Paiva, um dos três amigos na mesa do bar só gosta de prostitutas. Porque tem medo de amar. O personagem quer publicar um livro, mas, segundo seu editor, ele fala de amor como um químico fala de laboratório.
Existe uma categoria que pisa mais fundo. É a do executivo Marcos Matsunaga, alvejado, degolado e esquartejado quando só queria comer uma pizza em casa. São homens que se apaixonam, casam e têm filhos com garotas de programa. Quando percebem que a moça dócil se tornou uma “esposa” com seus próprios desejos e cobranças, alguns resolvem ter um caso. Com outra prostituta.
Felizmente para eles, as Elizes são uma exceção. Essa história triste, cruel e trágica que abalou o país não deveria atiçar o moralismo boçal: “Está vendo? Quem manda?”. Não tenho nada pessoal contra mulheres que alugam ou vendem seu corpo. Tampouco sinto pena ou solidariedade. Muitas fazem esse trabalho com profissionalismo, honestidade e, hoje, com camisinha. E não ofendem nem roubam. Até pouco tempo atrás, nossos pais, maridos, namorados ou filhos iniciavam sua vida sexual com prostitutas, por falta de namoradas disponíveis a perder a virgindade.
Antes dos namoros com sexo, a relação com a prostituta era tão natural e familiar que o homem, ao casar, precisava reaprender a se relacionar na cama. Havia a noção de que mulher “direita” não gostava de sexo e só o fazia para satisfazer o marido e procriar. Mulheres não trabalhavam fora como hoje. O homem financiava a casa.
Existem homens que se viciam em prostitutas. E homens que, como Marcos Matsunaga, se apaixonam por elas 
Gabriela Leite, a ex-aluna de filosofia na USP que virou prostituta aos 22 anos, criou a grife Daspu e hoje é líder da classe. Ela escreveu um livro em que diz que a maior parte dos homens não sabe transar e prefere quantidade em vez de qualidade: “Eles dependem quase integralmente de uma parceira que lhes ensine os mistérios de seu corpo”. Segundo ela, os homens morrem de medo de brochar. “Mas, na verdade”, diz Gabriela, “o homem viril é o homem que se dá.”
Uma vez perguntaram ao ator Jack Nicholson por que, com tanta mulher querendo dar para ele de graça, buscava prostitutas. “Não pago para transar, pago para ir embora”, disse. A cabeça do homem que paga pelo sexo é assim: satisfaço meu desejo e pronto. Prostituta, além de ser mais barata, não dá aquela trabalheira antes, durante e depois do sexo. Não há negociação – além do preço.
“Com a prostituta, há o exercício do poder, do controle e da vontade própria, sem necessidade de sedução ou conquista”, diz o psicanalista Luiz Alberto Py. “Ela faz o que o homem quer, não fica fazendo doce. O cara paga de acordo com seus desejos e, quanto mais complicado o desejo, mais caro.” Pode haver um clima de romance fake, diz Py: “Se o homem teve uma decepção amorosa, tem medo de sofrer ou não encontra uma mulher que o queira, é fácil se deixar seduzir por moças sempre dispostas a fazer um charme. Ele fecha os olhos à transação comercial. E fantasia: elas me querem não pelo dinheiro, mas porque eu sou o cara”. Garotas de programa competentes costumam oferecer um serviço de qualidade. O serviço inclui escutar os carentes, ser carinhosa com os sensíveis, ser criativa, fingir que goza e, às vezes, até gozar de verdade.
Mulheres começam a usar serviços de garotos de programa – pelas mesmas razões que os homens. “É um fenômeno marcante nos consultórios”, afirma Py, “primeiro porque antes isso não existia e também porque, para elas, ainda é uma transgressão, está longe de ser uma banalidade. Diferentemente do homem, a mulher que paga por sexo precisa digerir essa ideia. E tem medo de ser criticada pelas próprias amigas.” Ainda há outra particularidade, segundo Py. As mulheres tendem a se apegar aos rapazes de programa e a se tornar ciumentas. O amor nunca sai de graça.

sábado, 16 de junho de 2012


Diferentes formas de olhar!!

Muito legal esta postagem no blog do Jornal O Globo, de hoje. Isso nos faz pensar como uma situação ou os fatos podem ser encarados de diversas formas! Tudo é como se interpreta. Muito bom!!

Jornal O Globo

11:32  -  Público
Bom dia, amigos!

O espaço é limitado e a mensagem deve ser clara ao primeiro olhar. Fazer a primeira página do GLOBO requer engenho. Vejam a nossa escolha para o jornal de hoje e a manchete que queríamos ter dado, mas que mais parece uma equação matemática. Reparem: diz a mesma coisa =)




https://plus.google.com/113270828675757563720/posts/21ULmVeQCJi

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Pimenta! Xô inveja!!



Quem nunca ouviu a expressão "Seca pimenteira"? Pois é, verdade ou não, mas todo mundo desconfia de um "olho gordo", mas precisamente um sentimento chamado inveja. E para contra ataca-la nos valemos de tudo, porque temos ciência do mal que ela nos faz.
Muitas pessoas costumam usar patuás para atrair sorte, e o das pimentinhas está entre os mais usados. Seu significado místico diz que ela traz proteção, bons relacionamentos amorosos, sorte, prosperidade e afasta o chamado "olho gordo".
 
Pimenta, que vem do latim “pigmentum”, e que significa “matéria corante”, é um alimento consumido por, aproximadamente, ¼ da população brasileira, sendo um dos alimentos mais amados e odiados pelo homem, devido ao seu forte ardor. Antigamente, na Itália, era vista como coisa do diabo e conhecida como “diavoletto”, o que significa “pequeno diabo”.
A parte legal de tudo isso é que ela contagia. Se tem eficácia ou não o importante é que elas com suas cores vibrantes têm invadido até o mundo dos acessórios. São pulseiras, brincos, chaveiros, tudo para ter por perto a famosa especiaria milagrosa. Símbolo de sensualidade também é usada em tatuagens, pelo fato da pimenta ter um ardor forte e ser afrodisíaca, o que a difere de outros alimentos, ela é frequentemente associada à sensualidade e sexualidade, sendo mais usada com esse significado por mulheres e em partes do corpo que representam algum tipo de sexualidade, como pescoço, virilha, cóccix, seios, pés e nádega.

Não convém duvidar, a fé é um instrumento que pode ser usado em qualquer lugar e hora. Faz muito bem para a alma e para saúde. Eleva a autoestima pois nos faz acreditar que alcançaremos o que almejamos.


Como benefício à saúde as pimentas auxiliam na aceleração do metabolismo, diminui os riscos de doenças cardiovasculares, diminuem a incidência de infartos,  contribuem  para o emagrecimento visto que ajuda na eliminação de gordura, também reduz a TPM, ajuda na prevenção das varizes, e se for colocado no xampu extrato de pimenta (capsaicina) que pode se achado em farmácias de manipulação esta vai auxiliar no crescimento dos cabelos e amenizar problemas no couro cabeludo.

 Na culinária podemos saborear até geleia de pimenta. De sabor exótico e quente, ela dá um toque especial às torradas, panquecas, pão sírio e outros, já provei e é muito bom!!

Receita de Geléia de Pimenta


  • 4 pimentas dedo de moça sem sementes picadas (se não se garante, bota menos)
  • 1 maçã descascada e ralada no ralo grosso
  • 1 xícara de açúcar
  • 200ml de suco de laranja
  • 2 dentes de alho descascados
  • 1 pitada de sal
  1. Em uma panela coloque todos os ingredientes e leve ao fogo médio por 20 minutos sem mexer
  2. A geleia ganha consistência depois que esfria, então apague o fogo e observe a mudança linda que acontece
  3. Retire os dentes de alho, transfira a geleia para um pote de vidro esterilizado e mantenha na geladeira.                                                                                                                                  Depois que fizerem me conta como ficou!!! Bom apetite!









quinta-feira, 14 de junho de 2012

Troféu ZAP 2012

 A revista ZAP está preparando um evento que promete ser o divisor de águas na comunicação paulinense. 
A proposta do troféu será homenagear segmentos do comércio que se destacaram durante o ano, trazendo para a cidade de Paulínia o que tem de melhor na área em que atuam.
Receberão o troféu várias categorias empresáriais, bem como, algumas entidades que contribuíram para melhorar a realidade de muitas pessoas e famílas.
Outros destaques serão artistas que hoje fazem sucesso com seus talentos levando o nome de Paulínia por meio de suas artes, e que neste evento terão lugar assegurado para suas apresentações e com certeza serão condecorados.
A data está perto de ser definida e o local da festa de premiação. Aguardem!!

 Sobre a revista ZAP

A revista ZAP está no mercado há três anos. Aquela que nasceu em um pequeno formato, hoje se mostra grande e de qualidade arrojada, trazendo cultura e variedades para seus leitores. Com uma sólida parceria com o comércio ela divide suas páginas com publicidade diferenciada e de bom gosto.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Produtos e cursos de culinária

       Ainda sobre a estampa em poás, elas contagiaram os artigos para festas. Hoje é possível fazer uma festa toda decorada com as lendárias bolinhas. Quem não vai admirar antes de saborear um cup-cak todo "vestido" na fina estampa dos poás? Na loja de produtos para confeitaria Pão e Mel, localizada na Avenida Brasília, 1025, na Vila Bressani, em Paulínia, encontrei muitas embalagens e laços com a estampa, além é claro dos produtos para produção dos confeitos! Fone: 19-3844.8010. Lá também existe uma gama de cursos de culinária, vale a pena conferir!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Li outro dia sobre a estampa em "Poás" e o escritor dizia que ela contagia igual catapora. Pensando bem ele tem razão. Não tem coisa mais bonitinha do que aquelas bolinhas embaralhando a visão, ou em destaque maior e bem coloridas. Aquelas que lembram uma galinha d'angola é o que há! Combina com todos os tipos de decoração. Agrada a todos até porque nos remete há algum lugar, ou cenas da nossa infância.
No artesanato já virou uma febre, está presente nos espaços gourmet, cozinhas e qualquer local onde um simpatizante por elas resolva coloca-lo.
Nas louças fazem um composê de muito bom gosto, até estimulam o apetite!


Este blog foi criado para mostrar coisas do dia-a-dia. Muitas vezes minha coluna no Jornal e na revista se tornam pequenas para mostrar as novidades. Espero que a partir de hoje essa corrente de comunicação se espalhe, para que possamos interagir com os amigos e trocar informações.
Um grande beijo a todos!